Grupo suspeito de invadir contas bancárias para pagar boletos é alvo de operação da PF no Tocantins
Grupo suspeito de invadir contas bancárias para pagar boletos é alvo de operação da PF no Tocantins

Polícia Federal cumprindo mandados durante operação — Foto: Reprodução / Agência Tocantins

A Polícia Federal cumpre na manhã desta quinta-feira (22) três mandados de busca e apreensão contra um grupo suspeito de realizar fraudes bancárias eletrônicas e causar prejuízos à Caixa Econômica Federal. Os investigados são empresários e crackers que supostamente invadiam contas bancárias para pagar boletos. A ação foi chamada de Operação Fifty-fifty.

Os mandados foram expedidos pela 4ª Vara Federal de Palmas e estão sendo cumpridos em Guaraí e Pindorama do Tocantins. A operação conta com a participação de 12 policiais federais.

Durante as investigações, a Polícia Federal apurou que os empresários teriam se utilizado dos serviços de crackers para pagar boletos fraudando o sistema bancário. A suspeita é de que os criminosos invadiam contas bancárias de terceiros e pagavam os boletos integralmente.

Os empresários tinham um lucro de 50% em cada boleto, pois pagavam somente metade dos valores aos cyberpiratas pela prestação do serviço.

Segundo a polícia, a operação busca coibir essa prática criminosa e encontrar mais provas, além de identificar a participação de outros suspeitos. Os investigados responderão pelos crimes de furto qualificado mediante fraude e estelionato.

O nome de “Fifty-fifty”, em livre tradução, “meio a meio”, refere-se à prática de repartição pela metade de encargos ou benefícios, utilizada pela associação criminosa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.